Assembleias de voto abertas para início da votação

As assembleias de voto para as eleições gerais em Moçambique abriram hoje às 07:00 (06:00 em Portugal).

Estão registados mais de 10 milhões de eleitores para escolher o próximo Presidente da República e composição do parlamento e assembleias provinciais.

Os candidatos presidenciais da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), partido no poder em Moçambique, Filipe Nyusi, e da Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), Afonso Dhlakama, líder da oposição, votam no mesmo local, com meia-hora de diferença ao início da manhã no centro de Maputo.

O outro candidato à sucessão de Armando Guebuza na presidência moçambicana, Daviz Simango, líder do partido emergente MDM (Movimento Democrático de Moçambique) vota na Beira, a segunda cidade moçambicana, onde é presidente do município local desde 2003.

Para as eleições legislativas e assembleias provinciais, concorrem 30 partidos e coligações, mas apenas Frelimo, Renamo e MDM concorrem nos 11 círculos eleitorais do país e nos dois da diáspora, nomeadamente África e Resto do Mundo, que inclui 1.284 eleitores em Portugal.

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) montou 17.199 mesas de assembleias de voto.

Cada mesa será assistida por sete membros, quatro recrutados pelo órgão e três indicados pelos três partidos representados na Assembleia, nomeadamente Frelimo, Renamo e MDM.

Mas até terça-feira era incerto se os partidos de oposição iriam conseguir destacar os seus representantes para todas as mesas do país.

Para a logística da votação, o STAE alugou 15 helicópteros, barcos e mais de uma centena de viaturas, maioritariamente camiões todo- o-terreno.

Após o recente conflito no centro do país, terminado a 05 de setembro, o líder da Renamo disse à Lusa que fará depender o reconhecimento dos resultados da transparência do processo eleitoral.

Mais de cinco mil observadores nacionais e 500 internacionais estão inscritos para a fiscalização das eleições gerais, estando acreditados dois mil jornalistas nacionais e 50 estrangeiros.