Horta diz que eleições vão decorrer "na perfeição"

Presidente timorense está tranquilo perante ciclo eleitoral que se avizinha. Pensa que haverá "escaramuças políticas", mas não violência.

O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, disse hoje à agência Lusa estar convencido de que as eleições presidenciais, a realizar a 17 de março, e legislativas, previstas para junho, vão decorrer com "quase total perfeição" e sem violência.

"Eu estou convencido que todo este ciclo eleitoral presidencial e legislativo vai decorrer com quase total perfeição", afirmou, sublinhando que ao nível da execução técnica e administrativa Timor-Leste já tem equipamentos mais modernos que muitos países asiáticos.

Para José Ramos-Horta, o desafio principal é o problema de vias de acesso a aldeias remotas.

"Ainda não vi o equipamento do Ministério de Infraestruturas abrir estradas, reparar estradas danificadas para puder permitir fácil deslocação de pessoas e acesso às equipas de eleições", salientou.

No plano político e de segurança, o Presidente afirmou que a "situação está muito distendida".

"Apesar de estarmos às portas da campanha eleitoral das eleições presidenciais, a tensão é nula", disse, salientando que a eleição presidencial não é a mais importante do ponto de vista dos partidos políticos.

Segundo o chefe de Estado timorense, nas eleições legislativas poderá haver "mais escaramuças políticas", mas salientou que não haverá violência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG