Frelimo organiza manifestação de apoio a Presidente

A Frelimo realiza hoje uma manifestação de apoio ao seu líder e Presidente da República, Armando Guebuza, anunciou o partido no poder em Moçambique.

A manifestação realiza-se dois dias antes do 71.º aniversário de Guebuza, que terá que abandonar o cargo este ano por estar constitucionalmente impedido de concorrer a um terceiro mandato presidencial.

A Frelimo pré-selecionou um grupo de três dirigentes, do qual sairá o seu candidato às eleições presidenciais de outubro, numa escolha que o comité central do partido fará no final de fevereiro.

Mas esta situação está a ser contestada internamente, por interpretações que defendem que o comité central é livre de escolher qualquer outro candidato e não tem que ficar cingido ao grupo, que inclui o primeiro-ministro Alberto Vaquina, e os ministros da Agricultura, José Pacheco, e da Defesa, Filipe Nyussi.

A Frelimo, que governa o país desde a independência, em 1975, atravessa um momento conturbado, marcado pela sucessão de Guebuza na presidência do país, mantendo-se, no entanto, como líder do partido, e por resultados considerado negativos nas últimas eleições autárquicas de novembro.

Nessa votação, o Movimento Democrático de Moçambique, na oposição e terceiro partido parlamentar, conquistou três das quatro principais cidades moçambicanas e teve votações acima dos 40% em Maputo, Matola e Chimoio.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG