"Ferry" avariado com PM a bordo já está em Porto Novo

O "ferryboat" que hoje avariou e ficou à deriva no canal entre Santo Antão e São Vicente, com o primeiro-ministro cabo-verdiano a bordo, já chegou a Porto Novo sem mais incidentes, disse à Agência Lusa fonte oficial.

Contactada por telefone, fonte do gabinete de José Maria Neves, que também seguia a bordo, indicou que, à saída do Mindelo (São Vicente), já depois do ilhéu dos Pássaros, registou-se uma avaria no leme e o "ferry" parou, com a maré a empurrá-lo em direcção à montanha conhecida por "Monte Cara".

No entanto, com a pronta chegada de um rebocador, entretanto chamado, conseguiu-se imobilizar o navio e reparar o leme, operação que demorou cerca de duas horas.

Segundo a fonte, ainda se pensou em regressar a São Vicente, mas, após uma análise da situação a seguir à reparação, decidiu-se seguir para Porto Novo (Santo Antão), onde o "ferry" chegou cerca das 10:15 locais (12:15 em Lisboa).

Não houve pânico nem feridos, acrescentou a fonte, sublinhando, porém, que alguns passageiros enjoaram e vomitaram, situação que considerou "normal".

José Maria Neves desloca-se a Porto Novo para presidir à cerimónia de abertura de um encontro com os diplomatas acreditados no país, marcado para hoje de manhã, e que, entretanto, foi atrasado devido ao incidente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG