Dilma Rousseff decide manter ministro do Trabalho

O ministro do Trabalho do Brasil, Carlos Lupi, permanecerá no cargo, pelos menos temporariamente, segundo decisão da Presidente Dilma Rousseff, com quem o político esteve reunido hoje, informa a imprensa local.

A situação do ministro complicou-se hoje após a divulgação de imagens nas quais aparece a sair de um avião privado King Air, que já tinha dito que não utilizara.

Na semana passada, o ministro foi acusado de ter viajado num jacto privado, que lhe tinha sido emprestado por um dos envolvidos num suposto esquema de corrupção da sua pasta, durante um evento oficial, no Maranhão, em 2009.

Na ocasião, o Ministério do Trabalho desmentiu a acusação, informando que o governante utilizara um avião modelo Séneca, que fazia parte da comitiva governamental, e não o avião King Air, que teria sido facilitado pelo responsável por uma rede de ONGs, que celebrou acordos com o Ministério do Trabalho que estão sob suspeita de irregularidades.

Com as imagens, no entanto, esta versão caiu por terra e Carlos Lupi terá que apresentar novas explicações.

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado brasileiro aprovou hoje um convite para que o ministro preste esclarecimentos aos membros da Câmara Alta, o que deverá ocorrer esta quinta-feira.

Ainda de acordo com a imprensa brasileira, a Presidente Dilma Rousseff estará apenas a cumprir o mesmo protocolo que seguiu até agora com todos os ministros que passaram por situações semelhantes.

A permanência do ministro depende agora das explicações e provas que apresentar em sua defesa diante dos senadores, esta quinta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG