Demite-se sétimo ministro de Dilma por corrupção

O ministro brasileiro das Cidades, Mário Negromonte, pediu a demissão, depois da imprensa revelar uma série de acusações - desde alegado favorecimento a falsificação de documentos. Aguinaldo Ribeiro assume a pasta.

Negromonte, do Partido Progressista, era responsável pelo controlo de projetos de mobilidade urbana para o Mundial de Futebol de 2014. Há vários meses que, na imprensa, surgiam várias denúncias de irregularidades.

As últimas denúncias prendem-se com as suas relações com um lóbista, antes do concurso público para a instalação de uma nova rede de transportes em Cuiabá, uma das doze cidades que acolhem o Mundial.

Entre junho e dezembro de 2011, seis ministros do Governo de Dilma Rousseff demitiram-se devido a acusações de corrupção ou desvio de fundos. Negromonte é o sétimo. Além disso, a Presidente brasileira recebeu a demissão de Nelson Jobim (Defesa), que criticou a inexperiências das colegas ministras, e de Fernando Haddad (Educação), que deixou o Governo para participar nas eleições para presidente da câmara de São Paulo.

A pasta das Cidades fica agora nas mãos do líder do Partido Progressista na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro. O deputado também tem sido alvo de denúncias de irregularidades, mas foi absolvido em primeira instância.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG