Autoridades confirmam 4 mortos e 22 desaparecidos

Quatro mortos e 22 desaparecidos é o novo balanço oficial dado esta noite pelas autoridades do Rio de Janeiro em resultado do desabamento na quarta-feira de três edifícios no centro da cidade.

Durante a madrugada haviam sido resgatadas cinco pessoas e levadas para o Hospital Souza Aguiar. Duas já tiveram alta. O caso com maior gravidade é o de uma mulher que teve de ser operado devido a uma lesão no couro cabeludo.

O presidente da Câmara do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, explicou durante a manhã que os bombeiros estão à procura de 19 pessoas, mas que este número poderia ser alterado, uma vez que ainda não existia uma lista oficial.

A Proteção Civil já admitira entretanto que a probabilidade de encontrar sobreviventes era "pequena". O secretário da Proteção Civil, Sérgio Simões, disse que "a esperança é que se tenha formado uma bolsa de ar".

Veja o vídeo de O Globo:

As causas do desabamento dos três prédios, situados perto do Teatro Municipal, na praça Cinelândia, num bairro histórico do Rio muito frequentado durante o dia, ainda estão por apurar. No entanto o presidente da câmara afirmou que as autoridades já praticamente descartaram a possibilidade de ter ocorrido uma explosão de gás e que neste momento se averigua a existência de danos estruturais nos edifícios, de 20, 10 e 4 andares.

Veja vídeos com a confusão inicial:

As primeiras informações, imediatamente após o desabamento, apontaram para 11 mortos ou feridos. Mais tarde, falou-se de duas vítimas mortais.

Testemunhas no local afirmaram ter ouvido uma explosão antes dos desabamentos e ter sentido um intenso cheiro a gás na zona.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG