Coreia do Norte chama todas as mulheres para o serviço militar

Decisão do regime de Kim Jong-un pretende camuflar baixa natalidade e falta de homens, devido à grande fome dos anos 90.

Todas as norte-coreanas entre os 17 e os 20 anos vão prestar serviço militar obrigatório a partir deste ano. Até agora, o alistamento das jovens era voluntário, ainda que fosse incentivado. Só o masculino era obrigatório.

A presença nas fileiras era, no mínimo, de dez anos, sendo os soldados incentivados a permanecer mais tempo.

No cerne da decisão agora tomada pelo regime comunista norte-coreano está a falta de efetivos, devido à crise alimentar vivida nos anos 90. A fome ditou elevada mortalidade infantil e queda da taxa de natalidade, diminuindo assim o número de pessoas, de ambos os sexos, em idade de recrutamento.

Um primeiro reflexo da crise alimentar nas Forças Armadas de Pyongyang surgiu em 2012, quando foi reduzida a altura mínima de 1,45 m para 1,42 m na incorporação masculina, que sucede aos 17 anos. A mesma referência será agora aplicada às jovens. Em comparação, a altura média na idade de incorporação é de 1,70 metros na Coreia do Sul. Neste país, o serviço militar só é obrigatório para os homens entre os 18 e os 35 anos, e por um período de 21 a 23 meses

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG