Cinco prémios Nobel nas Conferências do Estoril 2013

A 3.ª edição das conferências realiza-se entre 30 de abril e 3 de maio, sob o tema, "Desafios globais, respostas locais". Shirin Ebadi ou Mikhail Gorbachev estão entre os oradores, tal como Herman Van Rompuy..

O evento deste ano contará com a presença de quatro prémios Nobel da Paz e um Nobel da Economia, de acordo com o programa divulgado pela organização.

A ativista dos direitos humanos iraniana Shirin Ebadi, Nobel da Paz de 2003, dará a sua conferência no primeiro dia do programa, a 30 de abril, que fica também marcado pela estreia de uma cimeira da juventude. Presentes no Estoril estarão cerca de 500 estudantes nacionais e das universidades parceiras, do Brasil, EUA, Holanda, Dinamarca e Israel.

No segundo dia, o destaque vai para a conferência de Christopher Pissarides, Nobel da Economia em 2010, que falará sobre uma "Agenda de Crescimento e Emprego para a Europa". Mais cedo, o ex-primeiro-ministro irlandês John Bruton falará de "Crescimento Económico Sustentável".

No dia 2 de maio, as Conferências do Estoril contarão com a presença do presidente do Conselho da Europa, o belga Herman Van Rompuy. Outro destaque vai para o ex-presidente da União Soviética e Nobel da Paz de 1990, Mikhail Gorbachev, que dará a conferência "Para uma nova Ordem Global."

No último dia do evento, o ex-presidente sul-africano Frederik de Klerk, Nobel da Paz de 1991, discutirá "Liderança Política e Globalização" com o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán. Mais cedo, o debate sobre "Governação Global", contará com a presença de Mohamed Salih, co-laureado com o Nobel da Paz em 2007 pela sua contribuição para o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática.

Este ano as Conferências do Estoril contam com a presença de 80 oradores (em 2011 eram 58) de 30 nacionalidades. De acordo com o diretor executivo do evento, Milton Sousa, entre os oradores há "pessoas de pensamento" e "pessoas de ação", de várias idades e experiências. O objetivo, explicou, "não é só debater questões, é adiantar soluções".

As conferências são organizadas pela Câmara Municipal de Cascais. A última edição, de 2011, custou 850 mil euros (contando com os patrocínios). Este ano, "faremos mais, melhor e com menos".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG