Cinco mil selfies com crocodilos aprovam alunos de universidade

Um professor da Universidade de Málaga aprova alunos se tirarem cinco mil selfies com crocodilos. Projeto serve para aprenderem a lidar com as redes sociais.

Alunos da Faculdade de Direito da Universidade de Málaga "só" precisam de tirar selfies com crocodilos para passarem à cadeira do professor Alberto Postigo, advogado e entendido em Redes Sociais e Internet.

No entanto, as fotografias não têm de ser tiradas com "crocodilos verdadeiros". A criatividade permite que sejam usados crocodilos de todas as formas: de borracha, desenhado, ou de peluche, são já várias as fotografias reunidas no Twitter através da hashtag #crocoproyect. O concurso decorre até ao dia 21 de Janeiro, data limite do seminário.

"O objetivo deste trabalho é que os futuros advogados conheçam as redes sociais, o seu uso e quão importantes são. Que as entendam e que consigam fazer algo viral", refere Albert Postigo, impulsionador da iniciativa, que se auto-caracteriza por um professor "incomum".

As normas são as seguintes: se tirarem cinco mil selfies, estão aprovados; se estiverem entre as cinco mil e as seis mil terão uma boa nota; entre dez mil e 90 mil serão notáveis e para quem tiver o objetivo de ser excelente, terá de ultrapassar as 90 mil.

A iniciativa foi bem recebida pelos alunos. "As licenciaturas de direito não são nada divertidas e por isso mesmo agradecem algo assim. Os professores estão interessados. Fazem-me perguntas e dizem que a minha turma está sempre animada. Ninguém me criticou. Não é nada sério, mas a finalidade sim, é", admite Postigo.

"Os alunos não sabiam que existia Vine, e agora passam o dia inteiro a carregar vídeos lá. O Twitter, não sabiam mexer muito bem nele. Quanto ao Facebook, sim, usavam-no mas cometiam erros como carregarem fotografias que os poderiam prejudicar profissionalmente. Com esta experiência aprendem. Pode parecer pouco sério, mas o fim justifica os meios".

Para recompensar os alunos deste trabalho que conseguirem meio milhão de fotografias, o professor, garante que dará a última aula disfarçado de crocodilo. "Certamente que os meus colegas não veem isto com bons olhos, mas sim, o farei".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG