Chuvas matam pelo menos 23 pessoas. Milhares desalojados

A fortes chuvas que caíram em poucas horas na capital do Mali mataram pelo menos 23 pessoas e destruíram centenas de casas, deixando milhares de desalojados, informou hoje fonte oficial.

A morte de 23 pessoas, cujos corpos foram transportados para dois centros de saúde da capital, Bamako, foi confirmada à agência noticiosa francesa AFP por Alassane Bocoum, diretor nacional do desenvolvimento social, entidade que faz parte do Ministério de Ação Social maliano.

As fortes enxurradas terão ainda destruído "centenas de casas" e feito "milhares de desalojados", acrescentou o mesmo responsável.

Alassane Bocoum explicou que o governo maliano criou "grupos de vigilância" para alertar e sensibilizar as populações a abandonarem as suas casas, "geralmente construídas em adobe (barro), já que estas podem colapsar".

As fortes chuvas também afetaram outras partes do país, mas sem causar danos significativos, acrescentou a mesma fonte.

A televisão estatal maliana divulgou imagens de alguns dos bairros afetados, completamente inundados, e onde eram visíveis os fortes estragos causados pela chuva.