Berlim bloqueia envio de armas à Rússia devido à crise

O Governo alemão bloqueou o envio de armas de fabrico nacional com destino à Rússia devido à "atual situação política" na Ucrânia, de acordo com a edição de hoje do Süddeutsche Zeitung.

A publicação, que cita uma resposta do Ministério da Economia a uma interpelação parlamentar, noticia que Berlim não aprovou, até ao passado dia 08 de abril, um total de 69 pedidos de venda de armas alemãs à Rússia, os quais representam 5,18 milhões de euros.

O Governo alemão não especifica, na resposta ao diário, de que tipo de armas se trata nem se em causa estão armas de guerra. O Ministério da Economia e Energia, tutelado pelo presidente do Partido Social-democrata Alemão (SPD), Sigmar Gabriel, baseia a sua decisão na "atual situação política". "Atualmente, e como regra geral, não se vai aprovar exportações de armamento para a Rússia", refere a resposta do Governo ao Süddeutsche Zeitung.

Uma comissão especial do Executivo alemão tem como tarefa a aprovação de todos os envios de armas para o estrangeiro, após uma análise individualizada e em linha com critérios políticos e de respeito pelos direitos humanos. A Alemanha figura como o terceiro maior exportador de armas do mundo, a seguir aos Estados Unidos e à Rússia, à frente da China e da França, segundo dados do Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo (SIPRI), citados pela Efe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG