BD de Astérix leiloada por 150 mil euros para famílias de vítimas do Charlie Hebdo

Nem Albert Uderzo nem a leiloeira receberão qualquer comissão pela venda da prancha original do álbum de banda desenhada "Os louros de César".

Uma prancha original de Astérix desenhada pelo francês Albert Uderzo foi leiloada hoje em Paris por 150.000 euros, que serão destinados às famílias das vítimas do ataque ao jornal francês Charlie Hebdo.

Avaliada entre 150.000 e 200.000 euros, a prancha original do álbum de banda desenhada "Os louros de César", da série Astérix, foi vendida hoje num leilão pelo valor mais baixo, mas nem Uderzo nem a leiloeira receberão qualquer comissão.

Não foi dada qualquer informação sobre o comprador, mas os 150.000 euros seguirão para as famílias das 12 pessoas, entre as quais jornalistas e cartoonistas, que morreram a 07 de janeiro em Paris num ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo.

Uderzo, 87 anos e que já se tinha retirado da banda desenhada, acabou por se juntar às centenas de cartoonistas e ilustradores de todo o mundo que, através do desenho, prestaram homenagem aos que morreram e que saíram em defesa da liberdade de imprensa e de expressão.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG