Ban Ki-moon apela a "pausa humanitária" imediata

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apelou hoje a uma "pausa humanitária" imediata em Gaza até ao final da celebração do Aid el-Fitr, que na próxima semana assinala o fim do Ramadão.

"Nesta última sexta-feira do Ramadão, apelo a uma pausa humanitária imediata e incondicional nos combates em Gaza e em Israel", e que "deverá prolongar-se por todo o período das festas do Aid el-Fitr", declarou Ban num comunicado divulgado pelo seu gabinete.

O apelo do chefe da ONU surgiu após diversos encontros com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e responsáveis egípcios destinados a terminar com 18 dias de um conflito que já vitimou mais de 845 palestinianos, na maioria civis.

Ban também considerou que a suspensão do ataque israelita a Gaza poderia conduzir "a um plano de cessar-fogo de longo prazo".

"Mas decerto que todas as partes poderão aceitar silenciar as suas armas neste período sagrado de celebração e reflexão. Decerto que todos poderão aceitar o fim das violências e das mortes pelo menos neste breve período de tempo", acrescentou.

"A pausa humanitária pode e deve começar a ser cumprida imediatamente -- sem condições, sem desculpas, sem atrasos", sublinha a declaração.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG