Auxiliar de enfermagem que teve ébola processa autoridade de saúde

A auxiliar de enfermagem espanhola Teresa Romero, que esteve infetada com ébola, acionou um processo judicial contra o conselheiro de saúde da Comunidade de Madrid, Javier Rodríguez.

A ação contra Javier Rodríguez, que afirmou ter a auxiliar de enfermagem ocultado o seu estado de saúde, foi anunciada pelo marido de Teresa Romero, Javier Limón, numa conferência de imprensa, a primeira após ter abandonado o Hospital Carlos III, na capital espanhola, onde permaneceu 20 dias em observação.

O teste de despistagem de ébola feito à auxiliar de enfermagem espanhola, internada desde 06 de outubro, deu negativo nos testes definitivos no passado dia 21, terça-feira, o que significa que a profissional de saúde se curou definitivamente do vírus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG