Vice-primeiro-ministro Wang Qishan na nova Comissão de Disciplina

O vice-primeiro-ministro chinês responsável pela política financeira, Wang Qishan, foi eleito hoje para o novo Comité Central e a nova Comissão Central de Disciplina e Inspeção do Partido Comunista Chinês, anunciou a agência noticiosa oficial Xinhua.

O destaque dado pela Xinhua à dupla eleição parece indicar que Wang Qishan irá chefiar aquela comissão e como o anterior titular do cargo, He Guoqiang, deverá integrar o Comité Permanente do Politburo, a cúpula do poder na China, cuja composição será anunciada na quinta-feira.

Wang Qishan, 64 anos, é o "número três" do governo chinês, a seguir ao vice-primeiro-ministro-exceutivo, Li Keqiang, que em março deverá substituir Wen Jiabao na chefia do executivo.

A Comissão Central de Disciplina e Inspeção é um orgão considerado crucial para combater a corrupção, uma das principais fontes de descontentamento popular na China.

"A corrupção é uma questão de grande preocupção para o povo (...) Se não conseguimos controlar bem essa questão, poderá ser fatal para o Partido e até causar o colapso do Partido e a queda do Estado", disse o presidente chinês, Hu Jintao, no relatório apresentado ao 18º Congresso do PCC.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG