Satélite francês detetou mais objetos na área de busca

A Malásia anunciou ter recebido imagens satélite da França que mostram objetos a flutuar ao largo da Austrália, na principal zona de busca do Boeing 777 da Malaysia Airlines, que desapareceu há mais de duas semanas.

Nas imagens é possível ver "o que parecem objetos próximo do corredor sul", uma zona do oceano Índico na qual se suspeita que o avião se possa ter despenhado e onde atualmente decorrem as buscas, indicou o Ministério dos Transportes da Malásia num comunicado.

As imagens vão ser transmitidas à Austrália, que coordena as buscas, não tendo sido dados pormenores sobre o tamanho, número ou localização dos tais objetos.

Outros objetos já foram detetados por satélite na região, a mais de dois mil quilómetros de Perth, entre a ponta sudoeste da Austrália e a Antártica.

"Ainda é muito cedo para ter a certeza, mas todas as provas apontam para sinais muito credíveis e há uma esperança crescente de que estamos próximos e saber o que aconteceu ao avião", tinha dito mais cedo o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott.

O voo MH370 , que fazia a ligação entre Kuala Lumpur e Pequim, desapareceu após a descolagem a 8 de março com 239 pessoas a bordo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG