Quarta adolescente encontrada enforcada numa árvore

Jovem encontrada morta hoje, enforcada numa árvore, é o quarto caso similar nas últimas semanas no estado de Uttar Pradesh, o mais populoso da Índia

O exame post-mortem corrobora morte por enforcamento, mas não confirma as alegações da família da rapariga de dezanove anos, que afirmam que esta foi violada. A polícia local disse à BBC que está em curso uma investigação para averiguar se a morte da jovem poderá ter constituído um "crime de honra".

Ontem, o corpo de uma mulher de 44 anos foi encontrado, também no estado de Uttar Pradesh, revelando sinais que apontam para a mesma causa de morte. Apesar da autópsia ter sido "inconclusiva", a polícia afirma que a mulher havia sido ameaçada por residentes por vender álcool. Já a família da vítima, defende que esta foi violada por um grupo. Quando duas raparigas foram violadas e enforcadas por um grupo de homens no distrito de Badaun, a 29 de maio, a indignação na Índia com a violência sexual voltou a despertar.

A correspondente da BBC na Índia, Geeta Pandey, diz que "ataques deste género ocorrem há muito tempo em Uttar Pradesh", mas "o recente escândalo em torno da violência sexual levou a que muito mais casos fossem denunciados à polícia e obtivessem cobertura mediática."

A Índia terá acordado para esta realidade quando, em 2012, uma rapariga de 23 anos foi violada por seis homens num autocarro a caminho de Nova Deli, o que levantou uma gigantesca onda de protestos.

O recém empossado primeiro-ministro, Narenda Modi, afirmou já que a proteção das mulheres é uma prioridade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG