Polícia mata dois uígures na capital do Xinjiang

A polícia chinesa matou ontem dois uígures em Urumqui, capital do Xinjiang, onde na semana passada pelo menos 180 pessoas morreram devido à violência étnica nesta província, a maior da China. Um terceiro indivíduo ficou ferido num confronto entre uígures e elementos das forças de segurança. Segundo fontes oficiais chinesas, as mortes de ontem ocorreram após um ataque de uígures a polícias num dos bairros islâmicos de Urumqui. Milhares de polícias e soldados continuam a patrulhar as ruas da capital do Xinjiang para procurarem restabelecer a calma após uma semana de grave tensão racial entre indivíduos de etnia uígure e de etnia han que levou o Presidente chinês, Hu Jintao (foto), a exigir pulso firme contra os desordeiros. Os uígures, de língua turca e religião islâ-mica, são a etnia dominante no Xinjiang.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG