Pagou para lhe destruírem o Lamborghini à martelada

O proprietário chinês de um Lamborghini Gallardo em segunda mão com vários problemas mecânicos decidiu contratar alguns trabalhadores para lhe destruírem o carro, depois de todas as tentativas de o arranjar se terem revelado infrutíferas.

Na terça-feira, Dia Mundial do Consumidor (15 de Março), o proprietário chinês de um Lamborghini Gallardo decidiu mostrar a sua indignação em relação ao fabricante e ao comerciante do automóvel da forma mais excêntrica possível: contratou um grupo de operários para lhe destruírem o carro à martelada.

O Lamborghini Gallardo, que na China custa cerca de 200 mil euros (1900000 yuans) foi destruído em público, junto a um mercado de materiais de construção em Qingdao, na província chinesa de Shandong. À volta do carro e dos operários juntou-se uma multidão que tirou fotografias da cena insólita.

De acordo com a Reuters, o proprietário tinha comprado o Lamborghini preto em segunda-mão em Outubro de 2010 e, desde então, o carro tinha sofrido um sem número de problemas mecânicos que o comerciante e o fabricante não resolveram, enfurecendo o dono do carro, que decidiu mostrar a sua indignação pagando para lhe destruírem aquele que poderia ser o carro dos sonhos de muita gente.

Com um motor de 520cv de potência, o Lamborghini Gallardo vai dos zero aos 100 km/h em 3,9 segundos e é considerado pelas revistas da especialidade um dos mais belos carros de sempre.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG