Onze mortos no desabamento de dois prédios na Índia

Pelo menos 11 pessoas morreram hoje e muitas estão desaparecidas depois do desabamento de dois edifícios na cidade de Baroda, no Estado indiano de Gurajat, no oeste do país, disse à EFE uma fonte policial.

Os edifícios de três andares ruíram às 04:30 locais (23:00 de terça-feira em Lisboa) quando 13 ou 14 famílias dormiam no interior, disse um porta-voz da polícia.

As equipas de socorro estão a trabalhar para tentar localizar pessoas que ainda estejam debaixo dos escombros dos imóveis.

Alguns meios de comunicação referem que há cerca de 30 desaparecidos, mas as autoridades dizem não saber o número exato.

"Minha família estava no edifício, meu tio, minha tia e seus dois filhos. Não sei onde estão, não atendem o telefone", afirmou um familiar dos desaparecidos.

Os moradores disseram que a culpa pelo colapso foi dos materiais de construção de má qualidade utilizados nos edifícios, erguidos em 2011, afirmando ainda que outros imóveis do bairro se encontram também em mau estado.

As derrocadas são frequentes na Índia, muitas vezes devido ao precário estado das infraestruturas e à falta de manutenção, fatores alimentados pela corrupção e práticas ilegais que dominam o setor da construção.

Em abril, 74 pessoas morreram no colapso de um edifício ilegal na localidade de Thane, no sul do país, próximo de Bombaim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG