Número de mortos nas monções da Índia subiu para 882

O número de mortos provocados pelas monções que afetam o Estado de Uttarakhand, no norte da Índia, aumentou para 882, com mais de duas mil pessoas ainda desaparecidas, afirmaram hoje fontes oficiais.

"Ainda estamos a recuperar cadáveres e não sabemos quantas pessoas morreram", disse o secretário do Interior de Uttarakhand, Om Prakash.

Embora a contagem oficial, citada pelo jornal local The Times of India, refira 882 mortos, alguns especialistas apontam para um número entre os 5.000 e os 10.000.

A maior parte das mortes ocorreu na cidade de Kedarnath, onde foram recuperados 127 cadáveres só entre segunda-feira e hoje, com cerca de 3.500 ainda isoladas.

Desde que o exército indiano interveio, na semana passada, cerca de 90 mil pessoas já foram resgatadas.

Segundo Prakash, as operações de resgate, em que participam cerca de 10 mil militares, terminarão na quarta-feira.

As inundações são habituais durante a temporada das monções, mas este ano vieram mais cedo e com mais força do que o habitual.

Apesar de assumirem contornos de desastre natural, as chuvas são importantes para o setor agrário, de que depende grandemente a economia indiana, com dois terços da força de trabalho empregada na agricultura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG