Mulher dá entrevistas debaixo dos escombros e é salva

É um dos nomes mais famosos do momento: Ann Voss. Esta australiana ficou soterrada após o sismo que abalou Christchurch na terça-feira e usou a telemóvel para falar com a família e dar entrevistas às televisões. Entretanto, foi salva.

"Estou apertada aqui em baixo, não consigo mexer-me", afirmou Ann Voss, explicando que quando sentiu o tremor de terra se escondeu debaixo de uma mesa, sobre a qual o tecto do edifício onde trabalhava, o Pyne Gould Guinness, acabou por desabar.

Esta sobrevivente mostrou-se calma nas conversas que teve com os jornalistas da 7News e da 3News, mas descreveu a sua situação como "absolutamente aterrorizante".

"Há pouco tempo pensei que tinha chegado ao limite, que era 'adeus Ann', mas consegui mexer-me um pouco e respirar melhor, porque não estava a conseguir respirar, não tinha ar", disse Voss. "Agora tenho um pouco mais de ar, estou mais contente", acrescentou.

Ann Voss explicou que já tinha falado com a filha. "A minha filha estava a chorar, eu estava a chorar, porque realmente pensei que tinha acabado ali. Mas é preciso dizer-lhes que os amamos, não?", disse. No telemóvel do filho deixou um SMS: "Olá Rob, é a mãe. Houve um tremor de terra. Estou presa debaixo de uma mesa. Acho que não me vou safar".

Enganou-se. Anna Voss acabou por ser resgatada pelas equipas de salvamento, tendo sido levada para o hospital, onde se encontra a recuperar.

Uma outra mulher, também chamada Ann, mas de apelido Bodkin, também foi salva no mesmo edifício, algumas horas antes, o que deu origem a alguma confusão na comunicação social acerca do destino desta mulher que usou as televisões para pedir ajuda.

O sismo de terça-feira em Christchurch foi de 6,3 de magnitude, tendo provocado a morte de 75 pessoas e ferimentos em 300. Ainda há vítimas debaixo dos escombros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG