Monge imola-se em protesto contra forças chinesas

Um monge tibetano suicidou-se hoje por imolação para protestar contra a presença das forças de segurança chinesas no seu mosteiro, anunciou a organização de defesa dos tibetanos "Free Tibete" [Tibete Livre], noticia a AFP.

Tamchoe Sangpo imolou-se pouco depois de não ter convencido as forças de segurança chinesas e abandonar o seu mosteiro, situado na província de Qinghai, perto do Tibete, onde os dirigentes de Pequim conduzem uma campanha de "reeducação", no seguimento de agitações sociais recentes, segundo o "Free Tibete".

Cerca de uma vintena de tibetanos, na sua maioria monges budistas, já se imolaram, ou tentaram fazê-lo, nas zonas tibetanas chinesas.

Numerosos tibetanos não suportam a repressão da sua religião e cultura, nem o que consideram uma dominação crescente da etnia dos Hans, fortemente maioritária na China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG