Mais de 400 mortos no desabamento no Bangladesh

As autoridades do Bangladesh elevaram para 402 o número de mortos confirmados na sequência do desabamento de um prédio nos arredores de Daca, onde estavam instaladas fábricas têxteis, há uma semana.

Um porta-voz do exército disse à agência noticiosa francesa AFP que 149 pessoas continuam dadas como desaparecidas, uma semana depois do colapso.

Cinco fábricas operavam no prédio de oito andares que ruiu em Savar, naquele que foi o mais grave acidente industrial do país.

O Bangladesh é o segundo maior produtor de roupa do mundo e a indústria têxtil constitui a base da sua economia. No entanto, apresenta índices de segurança considerados chocantes e já em novembro 111 pessoas morreram num incêndio numa fábrica.

O acidente levou a novas acusações por parte de ativistas de que as multinacionais ocidentais colocam os lucros à frente da segurança ao produzirem os seus produtos em países onde os trabalhadores ganham menos de 40 dólares por mês.

Até ao momento, sete pessoas foram detidas e alvo de processos por homicídio por negligência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG