Kofi Annan vai a Damasco sábado para tentar cessar-fogo

O enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, vai deslocar-se a Damasco no próximo sábado (dia 10). O objetivo é tentar obter um cessar-fogo na crise que atinge a Síria há um ano.

As autoridades sírias aceitaram a visita de Kofi Annan que, na sua primeira missão a este país que há um ano vive em conflitos, vai ser acompanhado pelo antigo ministro dos Negócios Estrangeiros palestiniano Nasser al-Quadwa.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou na sexta-feira em Nova Iorque que a missão de Kofi Annan baseia-se numa resolução adotada recentemente pela Assembleia Geral da ONU, tendo como objetivo "obter um cessar-fogo, pôr fim à violência e ajudar a encontrar uma solução política" para a crise que atinge a Síria há um ano, quando começou a contestação nas ruas ao regime de Bashar al-Assad.

De acordo com dados da ONU, desde então mais de 7500 pessoas foram mortas devido à violência associada à repressão,.

Além de aprovarem a visita de Kofi Annan, as autoridades sírias aceitaram também a presença no país da responsável pelas operações humanitárias da ONU, Valerie Amos. Os dois responsáveis não vão, no entanto, cruzar-se. Amos anunciou que estará na Síria a partir de quarta-feira para tentar obter o acesso "sem entraves" das organizações humanitárias.

"As autoridades sírias confirmaram que posso visitar a Síria esta semana. Chegarei a Damasco na quarta-feira [dia 7] e partirei na sexta-feira [dia 9]", disse Amos em comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG