Jovens indianos beijam-se na rua em protesto

Beijar em zonas públicas ou a ida em casal ao café têm motivado a raiva de setores conservadores na Índia. Protesto pelo direito ao beijo saiu à rua e terminou com 50 detidos.

Depois de homens em fúria terem destruído uma cafetaria na cidade de Kerala, na Índia, onde se reuniam jovens casais namorados, por entenderem que isso ataca os valores da cultura indiana, foi convocada uma ação de protesto nas redes sociais, com o nome "Kiss of Love" (beijo do amor).

Os jovens queriam sair à rua para criticar a vontade de criminalização desses gestos em público e mostrar afeto - com beijos e abraços. Muitos fizeram-no, também nas carrinhas da polícia, já depois de terem sido detidos, de acordo com o relato do correspondente do El Mundo no país.

"A criminalização do afeto e do amor é algo realmente mau. O ataque contra a cafetaria foi só o princípio. Lamentavelmente esta tendência está a crescer em todo o lado", afirmou um dos organizadores, S. Rahul, citado pelo diário The Hindustan Times.

Com a convocatória nas redes sociais, a polícia chegou a ameaçar com a proibição do protesto, mas avisou que não toleraria nenhuma perturbação da ordem pública. E essa perturbação chegou sob a capa de beijos na boca dados pelos protestantes. Cinquenta pessoas acabaram detidas pela polícia e nas redes sociais foram partilhadas fotos de jovens a beijarem-se nas carrinhas da polícia.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG