Jovem tibetano imola-se pelo fogo

Um jovem tibetano morreu depois de se ter imolado pelo fogo no noroeste da China, informou hoje a imprensa estrangeira e o grupo ativista sedeado na Inglaterra Free Tibet.

O estudante Lhamo Tashi morreu na quarta-feira, mas a notícia só foi divulgada no fim de semana, de acordo com a agência AFP.

O jovem morreu depois de se ter imolado pelo fogo em frente a uma esquadra de polícia em Hezuo, área onde vivem muitos tibetanos na província de Gansu, informou o Free Tibet, citando testemunhas locais.

Pelo menos 130 tibetanos imolaram-se pelo fogo na China desde 2009, de acordo com contagens de grupos ativistas e a emissora financiada pelos Estados Unidos Radio Free Asia (RFA), em ações descritas por grupos de direitos humanos como protestos contra a repressão do governo na região. A mais recente imolação pelo fogo remontava a abril.

O Dalai Lama descreveu na semana passada o Presidente chinês, Xi Jinping, como o "mais aberto" dos líderes chineses que visitaram a Índia para conversações com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.