China denuncia discursos "provocadores"

A China denunciou hoje o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o Secretário norte-americano da Defesa, Chuck Hagel, por discursos "provocadores" contra Pequim.

"Esta delegação chinesa ... tem este sentimento que os discursos do senhor Abe e do senhor Hagel são ações provocativas contra a China", disse o tenente general Wang Guanzhong, subchefe do Exército Popular de Libertação.

O responsável chinês falava no fórum de segurança Shangri-la, em Singapura, e sublinhou que os discursos do primeiro-ministro japonês, na sexta-feira, e de Hagel, no sábado, encorajaram-se mutuamente para atacar a China.

"É absolutamente inimaginável", disse o general, que discursou fardado e ao salientar que as apresentações deram a impressão de estarem "coordenadas para se apoiarem mutuamente" e para "adquirirem vantagem por terem discursa primeiro".

No sábado, Hagel alertou a China para as "ações desestabilizadoras" na região enquanto Abe tinha apelado aos países para respeitarem a lei, numa alusão entendida como critica dos movimentos da China nas reivindicações com diversos países sobre disputas territoriais.

JCS // JCS

Ler mais

Exclusivos