Cáritas junta 10 a 12 mil euros para vítimas do tufão

Entre 10 a 12 mil euros foi o montante apurado na Feira de Natal realizada no sábado e hoje pela Cáritas Diocesana de Lisboa que a organização vai doar às vítimas do tufão Haynan nas Filipinas.

Em declaração à agência Lusa, o presidente da Cáritas Diocesana de Lisboa, José Frias Gomes, acrescentou que o montante apurado na Feira de Natal, realizada pela primeira vez na sede da organização, se cifra entre os 10 e os 12 mil euros, uma verba que provavelmente "será reforçada" com verbas provenientes de doações.

O montante a doar às vítimas do supertufão Haynan -- cuja passagem pelas Filipinas a 08 de novembro fez mais de 5.000 mortos confirmados -- vai ser depositado esta semana na conta bancária da Cáritas Diocesana Portuguesa, disse.

Mais de cinco mil pessoas morreram nas Filipinas em consequência da passagem do supertufão Haynan, a 08 de novembro.

Brinquedos, livros -- infantis e para adultos, muitos dos quais de alfarrabista -, serigrafias e gravuras contam-se entre os objetos expostos e à venda na Feira de Natal que se realizou na sede para que as pessoas possam conhecer "a obra da Cáritas e, de alguma forma, a da igreja", referiu José Frias Gomes.

O presidente da Cáritas de Lisboa sublinhou ainda a importância de, numa altura de crise como a que Portugal atravessa, se voltar "à caridade, no sentido de que caridade é não só damos mas dar-nos nós próprios".

"Ou seja, estarmos mais atentos aos outros, estarmos mais interessados nos outros, porque muitas vezes uma palavra vale mais do que mil objetos", concluiu.