Detido americano que queria matar Ben Laden

O objectivo era caçar e "decapitar" o líder da Al-Qaeda. Foi esta a justificação que o americano Gary Faulkner deu no domingo às autoridades quando foi detido na posse de uma pistola, uma espada de mais de um metro e equipamento de visão nocturna, na região montanhosa de Chitral, no Norte do Paquistão.

Faulkner, um empregado da construção civil de 52 anos, confessou durante o interrogatório ter já viajado sete vezes até ao Paquistão com um visto de turista.

Em três dessas viagens dirigiu-se a Chitral , uma das muitas regiões apontadas como possível esconderijo de Ben Laden.

De acordo com a polícia, o homem transportava ainda um livro de versos e ensinamentos cristãos. Questionado sobre de que forma pretendia descobrir o líder terrorista numa área tão remota, Faulkner terá dito: "Deus está comigo e estou convencido de que o conseguirei matar."

As autoridades locais estão preocupadas com a segurança dos estrangeiros na região.

No dia 25 de Março a Al Jazeera divulgou uma mensagem em que Ben Laden ameaçava assassinar todos os americanos feitos prisioneiros pela Al-Qaeda, caso Khalid Sheikh Mohammed, considerado um dos mentores do 11 de Setembro, fosse executado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG