Coreia do Norte autoriza pela primeira vez hino e bandeira sul-coreana

A Coreia do Norte vai permitir, pela primeira vez na história, que seja tocado em território norte-coreano o hino e içada a bandeira da Coreia do Sul, numa competição de halterofilismo.

"A Coreia do Norte notificou-nos que será içada a bandeira e tocado o nosso hino nacional se alguns dos nossos atletas conquistarem uma medalha de ouro", relevou um porta-voz do Ministério de Unificação de Seul.

A Coreia do Sul competirá com 41 atletas na Taça da Ásia e Campeonato Interclubes de Halterofilismo em Pyongyang, numa competição que decorrerá entre 11 e 17 de setembro com vários desportistas da zona asiática.

A decisão norte-coreana é praticamente inédita, visto que o regime de Kim Jung-Un não reconhece os símbolos nacionais da Coreia do Sul, país com o qual mantém relações tensas desde a divisão da península e da posterior guerra da Coreia.

A parte norte é considerada o país mais "fechado" do mundo, não permitindo um acesso livre à informação.

Em maio deste ano, também num ato sem precedente, a televisão estatal do país mostrou uma bandeira da Coreia do Sul quando transmitia um jogo internacional de ténis de mesa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG