Condutor de autocarro onde jovem foi violada enforcou-se

O condutor do autocarro onde foi violada uma estudante na Índia, caso que chocou o país em dezembro passado, foi encontrado, hoje, enforcado na cela da prisão, em Nova Deli, noticiou a AFP.

O corpo de Ram Singh, um dos seis autores da violação de uma estudante indiana de 23 anos, que acabou por morrer devido à violência do ato, foi encontrado morto pouco antes do amanhecer na cela que ocupava sozinho, disseram as autoridades da prisão de alta segurança, Tihar, no norte da capital federal da Índia.

O preso "amarrou todas as roupas, subiu para um banquinho de madeira e enforcou-se no teto", disse à AFP um responsável da prisão, Sunil Gupta. A Justiça abriu uma investigação para determinar se existiram falhas na segurança, acrescentou.

Ram Singh foi o motorista do autocarro que deu boleia à vítima e ao namorado depois de uma ida ao cinema na noite de 16 de Dezembro. Singh e os amigos, após beberem muito, viajavam num autocarro emprestado para aquela noite em Nova Deli.

O grupo espancou o namorado da jovem mulher que de seguida, foi violada, torturada e espancada com uma barra de ferro. O casal foi então atirado para a calçada com o autocarro em andamento. Transferida para um hospital em Singapura depois de várias cirurgias na Índia, a estudante morreu a 29 de dezembro.

Singh compareceu várias vezes perante o tribunal penal de Nova Deli para responder pelas acusações de homicídio, violação e sequestro. Arriscava a pena de morte.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG