Cineasta chinês multado por ter mais do que um filho

Um dos mais famosos cineastas chineses, Zhang Yimou, poderá ter de pagar uma multa de 7 milhões de yuan (cerca de 840.000 euros) por violação da política de controlo da natalidade, disse hoje o jornal China Daily.

Em vez de um único filho, como era imposto até agora aos casais urbanos, Zhang Yimou e a mulher, Chen Ting, tiveram dois rapazes e uma rapariga, entre 2001 e 2006.

O realizador, que tem também um filho de um anterior casamento, já apresentou "um pedido público de desculpa" e prometeu cooperar com as autoridades de Wuxi, a cidade onde a família vive, anunciou o China Daily, numa notícia com chamada de primeira página.

"Errei e não culpo ninguém pelo que fiz. Cooperarei plenamente com as autoridades do Planeamento Familiar de Wuxi", disse Zhang Yimou numa entrevista à agência noticiosa oficial chinesa Xinhua, citada por aquele jornal.

Zhang Yimou, 62 anos, autor de "Red Sorghum", "Raise the Red Lantern" e outros filmes de grande sucesso, dentro da China e em festivais internacionais, foi o encenador da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, no verão de 2008.

A restritiva política de "um casal, um filho" foi imposta no início da década de 1980 e segundo o Governo, impediu que, em vez de 1.350 milhões de habitantes, a China tivesse já ultrapassado os 1.700 milhões.

A multa por violação daquela política, denominada oficialmente "taxa de manutenção social", é estipulada em função do rendimento do casal.

Na primavera de 2012, um casal de Zhejiang, leste da China, teve de pagar mais de um milhão de yuan (cerca de 120.000 euros) pelo seu segundo filho, o que na altura foi considerado um recorde.

A semana passada, a Assembleia Nacional Popular (parlamento) aprovou uma proposta do Governo para flexibilizar a política de "um casal, um filho", cumprindo uma promessa da nova liderança do Partido Comunista Chinês.

De acordo com a nova orientação, que começará a entrar em vigor a partir de 2014, os casais em que um dos cônjuges seja filho único poderão ter dois filhos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG