Chineses vão construir o mais alto arranha-céus

Uma empresa imobiliária chinesa tenciona construir o mais alto arranha-céus do mundo, com 220 andares, em apenas nove meses, anunciou hoje o jornal China Daily.

"Há partes do edifício que serão prefabricadas e montadas no local", disse um técnico da empresa explicando a rapidez da obra.

O edifício, projetado para Changsha, capital da província de Hunan, sul da China, terá 838 metros de altura, mais 20 metros que o atual arranha-céus mais alto do mundo, o Burj Khallifa, inaugurado há cerca de três anos no Dubai.

O projetado arranha-céus de Changsha, chamado "Sky City", terá 4.000 apartamentos, um hotel, escritórios, uma escola, um hospital, lojas e um restaurante, adiantou o promotor, Broad Group, ao China Daily.

Urbanistas ouvidos pelo jornal alertaram que em situações de emergência, um edifício com aquela dimensão "poderá ser uma armadilha mortal".

"Com tanta gente a viver e a trabalhar no edifício, haverá riscos", comentou Li Xun, vice-presidente da Academia Chinesa de Planeamento Urbano e Design.

A China é o país do mundo com mais arranha-céus em construção (239), disse o China Daily, citando um estudo de uma agência especializada norte-americano, sendo que O número diz respeito aos edifícios com mais de 200 metros de altura.

O mais alto arranha-céus chinês, com 492 metros, é o World Financial Center, em Xangai, mas ao lado deste está a ser construído um ainda mais alto, de 632 metros, com inauguração prevista para 2014.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG