Aviões com classe XL para passageiros obesos

A companhia aérea Samoa Air anunciou a criação de uma classe "XL" para passageiros obesos, que assim vão viajar mais confortáveis e terão rampas de acesso reservadas para si.

Às tradicionais económica, executiva e primeira classe, esta pequena companhia aérea, com sede na Samoa (Polinésia) junta agora uma fila na categoria XL destinada a quem pesa mais de 130 quilos, segundo o jornal britânico Telegraph. Cada lugar terá mais cerca de 30 centímetros do que é habitual

"Com frequência o acesso é difícil e uma vez instalados no lugar, não se sabe onde pôr a pernas", explicou o patrão da empresa, Chris Langton, à cadeia de televisão australiana ABC. "Não temos uma grande frota, mas queremos mostrar que nos preocupamos com esta questão", acrescentou.

O empresário justifica que o sector dos transportes aéreos tem de se adaptar. "Já o fazemos para camisas, vestidos e outras coisas", disse, citado pela AFP.

Os clientes da Samoa Air não pagam um preço fixo mas sim por quilo, que varia de acordo com a distância que o avião fará. Varia entre 1 dólar (cerca de 75 cêntimos) nos voos domésticos e os 4,16 dólares (3,1 euros) para ir até à Samoa Americana, por exemplo.

A medida, introduzida em janeiro, visa lutar contra a obesidade (a Samoa tem uma das taxas de obesidade mais altas do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde) e o aumento dos combustíveis.

Exclusivos