Afegãos elegem sucessor de Karzai sob alta tensão

As mesas de voto abriram hoje no Afeganistão às 07:00 locais (03:30 em Portugal) para a primeira volta da eleição presidencial que deverá designar o sucessor de Hamid Karzaï, num escrutínio sob alta segurança devido às ameaças dos talibãs.

Em Cabul, os primeiros eleitores enfrentaram esta manhã a chuva que se abatia sobre a capital afegã para irem às urnas exercerem o seu voto, constatou um jornalista da AFP.

Na primeira volta das presidenciais, os eleitores podem escolher entre oito candidatos, dos quais se destacam três favoritos, todos antigos ministros de Karzai: Zalmai Rassul, considerado como o candidato do poder cessante; Ashraf Ghani, economista de renome, e Abdullah Abdullah, opositor que ficou em segundo lugar nas presidenciais de 2009.

Estas eleições decorrem após 13 anos de poder de Hamid Karzai e de uma intervenção militar, liderada pelos Estados Unidos, que transformaram profundamente o país sem conseguirem integrar os talibãs.

Esta primeira passagem de testemunho, de um presidente democraticamente eleito para outro, é considerada um teste maior à estabilidade do país e à solidez das instituições afegãs. Ao mesmo tempo, a retirada das forças da NATO, até ao final deste ano, faz recear uma nova onda de violência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG