Adolescente passou dez horas atada a engenho suspeito

A polícia australiana resgatou hoje uma adolescente que ficou presa a um engenho suspeito durante 10 horas na sua casa em Sydney (sudeste).

A polícia não confirmou que o engenho fosse explosivo, nem a imprensa australiana, segundo a qual a adolescente de 18 anos estava atada ao dispositivo.

O comissário da polícia do estado de New South Wales, Mark Murdoch, disse à agência noticiosa AP que o engenho era "muito elaborado, muito sofisticado", sem confirmar que se tratasse de uma bomba.

Murdoch acrescentou que a adolescente "está bem", embora tenha passado bastante tempo "numa posição muito desconfortável".

"A forma como o engenho foi colocado muito próximo da jovem levou a que demorássemos quase dez horas a conseguir a sua libertação", disse Murdoch.

O comissário referiu que a família da adolescente "não sabe explicar o que se passou", mas que a polícia vai continuar a investigar para descobrir "quem fez isto".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG