A maior loja mundial da "Barbie" fechou

A maior loja da "Barbie" no mundo, aberta há dois anos em Xangai e que ocupava um edifício de seis andares onde predominava o cor-de-rosa, fechou na segunda-feira, anunciou hoje a imprensa local.

A "Barbie" de Xangai estava instalada em plena Huaihai Lu, uma das mais concorridas artérias comerciais da cidade, "mas nunca se tornou uma atracão popular entre as raparigas locais", disse o Diário de Xangai. A loja, gerida directamente pela empresa proprietária da marca, a norte-americana Mattel, abriu em Março de 2009, quando a boneca celebrava o seu 50º aniversário.

"Nos últimos dois anos, a loja cumpriu a sua missão, que era promover a marca Barbie na China", disse a porta-voz da Mattel, Linda Lu. A porta-voz disse também que a empresa iria "desenvolver uma nova estratégia" para a China e expandir-se para outras cidades do país, mas não adiantou pormenores. Dentro da antiga loja na Huaihai Lu, das minissaias aos folhos usadas pelas empregadas até à ementa do café, no último andar, era quase tudo cor-de-rosa. O próprio café chamava-se "Sala Cor-de-rosa".

A "Barbie" de Xangai era também uma espécie de museu, com centenas de bonecas expostas ao longo da escada em caracol que ligava o 2.º ao 3.º andar. Uma outra vitrina mostrava as "encarnações" internacionais da Barbie, vestidas com trajes típicos de diferentes países, da África do Sul à Rússia, e as versões em alta costura, como a "Barbie Christian Dior" ou a "Barbie Versace".

Exclusivos