As dificuldades de passar no aeroporto com um prémio Nobel na bagagem

Ganhar o prémio Nobel é o sonho de qualquer cientista, mas para um dos vencedores a famosa medalha de ouro arriscou a tornar-se um pesadelo por causa das autoridades de um aeroporto norte-americano.

O astrofísico nascido nos EUA Brian Schmidt, que vive na Austrália, contou a aventura que teve quando tentou sair de Fargo, na Dakota do Norte, com o Nobel da Física que recebeu em 2011. Tinha-o levado na bagagem por uma razão simples: para o mostrar à sua avó.

Só que as coisas complicaram-se no controlo de segurança. Ao ponto de o cientista ter de se explicar a um guarda de fronteira que, perplexo com a grande medalha de ouro maciço, lhe perguntou quem lha deu. "O rei da Suécia", acabou por responder, com honestidade, o cientista.

Schmidt contou a história no mês passado numa conferência em Nova Iorque, num discurso agora reproduzido no blogue Scientific America:

"Quando ganhei [o Nobel], a minha avó, que vive em Fargo, na Dakota do Norte, pediu para o ver. Eu ia visitá-la e decidi levar a medalha. Pode pensar-se que andar com um Prémio Nobel não seria problemático, e de facto correu tudo bem até que tentei sair de Fargo com ele, e passei pela máquina de raios X.

"Eu percebi que [os guardas] estavam confusos. [O Nobel] estava na mala do computador e é feito de ouro, pelo que absorve todos os raios X - fica completamente negro. E eles nunca tinham visto [no ecrã] algo completamente negro.

"Viram-se para mim, tipo: 'O senhor tem qualquer coisa na mala'. Eu respondo: 'Sim, penso que é esta caixa'.

"Ao que eles perguntam:'E o que é que está na caixa?'

"- Uma grande medalha de ouro - respondo.

"Eles abrem a caixa [veem a medalha] e perguntam: 'Do que é que é feita?'

"Eu respondo: 'Ouro.'

"E aí eles ficam: 'Uhhh. E quem lhe deu isto?'

"- O rei da Suécia

"- E porque é que ele lhe deu isto?

"- Porque eu ajudei a descobrir que a taxa de expansão do universo está a acelerar.

"Nesta altura, eles estavam a deixar de achar graça, pelo que lhes expliquei que se tratava de um prémio Nobel.

"E aí a sua maior preocupação foi: 'O que é que está a fazer em Fargo?'"

Os Nobel de 2014 da Física, Medicina e Química foram já anunciados, mas os prémios só serão entregues em dezembro, numa cerimónia em Estocolmo. Resta esperar que estes cientistas tenham mais sorte quando andarem com as suas medalhas em viagem.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG