Alguns padres anglicanos admitem que Deus não existe

Dois por cento do clero anglicano admite que Deus não exista, de acordo com uma sondagem revelada hoje, em que dezenas de padres responderam não ter a certeza se Deus é algo mais que uma "construção humana".

Na sondagem pedia-se aos inquiridos que escolhessem a afirmação que mais se aproxima das suas crenças: nove por cento escolheram a resposta de que "Ninguém consegue saber como é Deus". A esmagadora maioria, 83%, respondeu que "há um Deus pessoal" enquanto três por cento escolheram que "há algum tipo de espírito ou forma de vida".

O inquérito, realizado pela empresa de sondagens YouGov e pela Universidade de Lancaster, foi submetido a 1500 membros do clero anglicano da Grã-Bretanha e da Irlanda durante os meses de agosto e de setembro.

David Paterson, um padre reformado da Igreja de Inglaterra e da organização para órfãos "Mar de Esperança", rejeita a tradicional crença de um Deus pessoal e afirma representar dezenas de vigários ao dizer que não há contradições nas respostas. "Eu prego usando a terminologia de Deus mas nunca sugiro que Deus realmente existe", disse ao jornal University Times, do Trinity College de Dublin.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.