Violência política faz quatro mortos no Quénia

Quatro pessoas, uma das quais agente das forças de segurança, perderam a vida em confrontos durante um comício político na localidade de Kilifi, na costa do Oceano Índico, região palco de vários atos violentos nas últimas semanas.

O incidente verificou-se durante uma sessão de esclarecimento organizada pelo Governo de Nairobi, interrompida por um grupo de homens armados de armas brancas que golpearam os presentes a golpes de catana, machados e navalhas.

Fonte das forças de segurança locais indicou à AFP que o ataque terá sido perpetrado por elementos do um grupo secessionista, o Conselho Republicano de Mombaça (CRM), que advoga a independência da costa queniana do Índico do resto do país.

"Perdemos quatro pessoas neste ataque", afirmou o chefe da polícia da província da Costa, Aggrey Adoli. As vítimas foram três civis e um elemento do corpo de guarda do membro do Governo que dirigia a reunião, o secretário de Estado das Pescas, Amason Kingi.

O ataque dos elementos do CRM sucede no período de pré-campanha que antecede as eleições gerais no Quénia, a realizar a 4 de março de 2013.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG