União Africana elege novo líder e inaugura sede milionária

Thomas Boni Yayi, do Benim, vai suceder a Teodoro Obiang Nguema, da Guiné Equatorial, à frente desta organização que hoje inaugura em Addis Abeba um quartel-general no valor de 200 milhões de dólares.

"Felicito o novo presidente da União Africana", afirmou Todoro Obiang Nguema ao anunciar que Thomas Boni Yayi foi o escolhido para lhe suceder à frente da organização internacional. O cargo é rotativo e muda de mãos todos os anos.

A 18.ª cimeira da União Africana está a decorrer em Addis Abeba, na Etiópia, onde a organização inaugurou a nova sede. O edifício, de 100 metros de altura situa-se ao lado de um centro de conferências e foi financiado por capital chinês. Pequim continua assim a reforçar a sua influência no continente africano.

Durante a cimeira, os 54 Estados membros da União Africana deverão ainda eleger o novo presidente da Comissão, o órgão executivo da organização. Os candidatos são o gabonês Jean Ping, atualmente no cargo, e a ministro do Interior sul-africana e ex-mulher do Presidente Jacob Zuma, Nkosazana Dlamini-Zuma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG