Somália: Ofensiva obrigou 57 mil civis a fugir

Forças governamentais lançaram uma contra-ofensiva contra os rebeldes na sexta-feira em Mogadíscio.

Cerca de 57 mil habitantes de Mogadíscio tiveram que abandonar as suas casas depois do lançamento de uma ofensiva dos rebeldes islamitas contras as forças governamentais, a 7 de Maio, segundo um novo balanço feito pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados.

“Infelizmente, por causa dos violentos combates de sexta-feira, o número de deslocados aumentou bruscamente. Cerca de oito mil civis tiveram que fugir só na sexta-feira”, indica o comunicado.

A situação parece agora ter acalmado na capital da Somália, onde as forças governamentais lançaram sexta-feira uma contra-ofensiva aos rebeldes.

A ofensiva rebelde é liderada pela milícia Hezb al-Islamiya, do líder islâmico radical xeque Hassan Dahir Aweys, e os islamitas radicais dos shebab. O objectivo é derrotar o Presidente Sharif Cheikh Agmed, um islamita moderado eleito em Janeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG