Presidente do Malawi é novo líder da União Africana

Chefes de Estado e de Governo de 53 países africanos estão reunidos na capital da Etiópia na XVI.ª Cimeira da União Africana, reunião marcada pela tentativa do líder líbio de permanecer à frente da organização

O Presidente do Malawi, Bingu wa Mutharika, é novo líder em exercício da União Africana (UA), sucedendo ao dirigente líbio Muammar Kadhafi.

A escolha foi feita numa reunião à porta-fechada de cerca de meia-hora entre os chefes de Estado e de governo dos 53 Estados membros da UA, reunidos em Adis Abeba na XIV.ª cimeira da organização.

O presidente cessante, Muammar Kadhafi, proferiu uma intervenção na sessão inaugural da cimeira, que decorre até terça-feira na capital da Etiópia, em que tentou justificar a permanência no cargo, mas estando de conseguir mobilizar nesse sentido os seus congéneres.

Kadhafi esteve na presidência da UA em 2009 e, ao abrigo do sistema rotativo regional em vigor na organização, aquela deveria ser assumida por um dirigente da África Austral.

O líder líbio pretendia prolongar o seu mandato, estratégia para a qual tinha o apoio da Tunísia e de outros países africanos aos quais a Líbia paga as quotas da organização, revelou a BBC.

Na cerimónia de abertura da cimeira, interveio o primeiro-ministro espanhol, José Luis Zapatero, na qualidade de presidente em exercício da União Europeia, em que chamou a atenção para o “risco” de segurança que constitui a Somália. Este país africano vive desde 1991 uma situação de guerra civil e ausência de Estado, estando a converter-se no centro de um conflito regional e base para grupos islamitas e piratas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG