Presença de Aminatu Haidar em Portugal "é provocação"

A embaixadora de Marrocos em Lisboa, Karima Benyaich, acusou a activista sarauí Aminatu Haidar de responder a uma agenda da Argélia e considerou que a sua presença em Portugal, "em coincidência" com a cimeira luso-argelina, é "uma provocação".

Aminatu Haidar "está aqui hoje (terça-feira). Em coincidência hoje também decorreu a terceira cimeira entre a Argélia e Portugal. Isso é mais uma provocação. Porquê vir a Portugal neste momento?", questionou a embaixadora em entrevista à Lusa.

"Para nós, Portugal é um país amigo e vizinho", disse a embaixadora, sublinhando que o problema sarauí é um problema entre Marrocos e a Argélia e está a ser negociado em Nova Iorque, sob a égide da ONU.

Karima Benyaich disse que a situação no Saara Ocidental "está controlada", depois dos confrontos registados segunda-feira, durante o desmantelamento de um acampamento sarauí nos arredores da capital, El Aaiun, e que tudo não passou de uma tentativa de desestabilizar Marrocos.

Para a embaixadora, todos os anos nesta altura (aniversário da "Marcha Verde", que levou à anexação do Sara Ocidental por Marrocos em 1975) acontece algo. "O ano passado foi caso de Aminatu Haidar", apontou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG