Mugabe reivindica vitória mas Tsvangirai denuncia farsa

Polícia anti-motim enviada para junto da sede do partido de Tsvangirai, depois de este ter denunciado inúmeras irregularidades na voração.

O partido do Presidente do Zimbabwe reivindicou a vitória nas eleições gerais de quarta-feira. "Ganhámos ao Movimento para a Mudança Democrática", o partido do primeiro-ministro Morgan Tsvangirai, disse um alto-responsável do partido do Zanu-PF.

Mas Morgan Tsvangirai diz que as eleições foram "nulas", falando de uma "enorme farsa" e denunciando irregularidades."Na nossa opinião, este escrutínio não seguiu as normas da Comunidade da África Austral, da União Africana e da comunidade internacional para uma eleição credível, legítima, livre e honesta", afirmou o primeiro-ministro.

Os jornalistas da AFP assistiram à chegada de cerca de duas dezenas de homens da polícia anti-motim junto à sede do partido de Tsvangirai, em Harare.

Nas eleições de 2008, depois da vitória de Tsvangirai na primeira volta, apoiantes de Mugabe atacaram os do adversário, em confrontos que terminaram com a morte de cerca de duas centenas de pessoas. Tsvangirai abandonou então a corrida, deixando o caminho aberto à eleição de Mugabe. O Presidente foi depois pressionado pela comunidade internacional a chamar Tsvangirai para a chefia do Governo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG