Mugabe diz que a sua longevidade é a "vontade de Deus"

O presidente do Zimbabwe Robert Mugabe, que em breve fará 90 anos e está no poder desde a independência em 1980, atribui a sua longevidade à "vontade de Deus".

Mugabe desmentiu os rumores de que estaria muito mal, hoje, durante as exéquias fúnebres da irmã, Bridget, que morreu no sábado, aos 78 anos.

"Não sei como fiz para viver tanto tempo. É a vontade de Deus", disse o presidente do Zimbabwe, católico, durante a cerimónia, que teve lugar em Zvimba, a 100 quilómetros da capital do país, Harare.

Pondo fim a rumores sobre o seu débil estado de saúde, uma vez que não era visto há semanas, a televisão do país o filmou a receber as condolências pela morte da irmã.

A sua idade avançada e as viagens de longa duração a Singapura, onde é tratado, semeiam a dúvida. O própio diz que já ressuscitou mais vezes do que Jesus Cristo.

No discurso público, Mugabe insistiu na ideia de o objetivo do seu governo é que as empresas estrangeiras que operam no local cedam uma parte aos locais. "A terra do Zimbabwe e os seus recursos naturais pertencem ao povo do zimbabwe. É uma relação natural, dada por Deus, e que faz de vós proprietários da vossa riqueza e, portanto, donos do vosso destino", disse.

Robert Mugabe, reeleito uma vez mais no fim de julho, apesar dos protestos da oposição e dos observadores independentes, criou uma mascarada elitoral. Mugabe celebra 90 anos no dia 21 de fevereiro, ocasião para fazer um festival e celebrar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG