Mandela em estado grave recebe "cuidados intensivos"

O estado de saúde de Nelson Mandela, de 94 anos, não evoluiu desde que foi admitido no hospital, no sábado, continuando em estado grave, indicaram as autoridades sul-africanas, depois de 48 horas de silêncio que inquietaram o país.

"O ex-presidente Nelson Mandela continua hospitalizado e o seu estado continua inalterado. Madiba [nome do clã pelo qual é conhecido] foi admitido no sábado, 8 de junho de 2013, para receber tratamento num hospital de Pretoria por causa de uma infeção pulmonar", afirmou a presidência num breve comunicado.

"O Presidente Jacob Zuma apela novamente aos sul-africanos que rezem por Madiba e a sua família", diz ainda o mesmo comunicado.

O porta-voz da presidência, Mac Maharaj, disse depois à AFP que Mandela está a receber "cuidados intensivos".

Dezenas de jornalistas estão diante de um hospital de Pretoria, onde Nelson Mandela estará hospitalizado (o nome do hospital não foi revelado oficialmente por motivos de segurança). Duas filhas do ex-presidente e vários dos seus netos foram vistos domingo no local.

"Vi o meu pai e ele está bem. É um combatente", disse ao jornal britânico 'The Guardian' uma das filhas, Zindzi, a única da família a falar.

Esta é a quarta vez desde dezembro que Nelson Mandela é hospitalizado.

Mandela lutou 67 anos contra o regime de segregação racial e passou 27 anos preso pelo regime do apartheid.

Em 1993 foi galardoado com o Prémio Nobel da Paz e foi o primeiro presidente negro da história da África do Sul.

A última aparição pública de Mandela remonta a 2010, na cerimónia de encerramento do Mundial de Futebol que se realizou na África do Sul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG