Mais de um milhar no funeral do português morto no atentado

Mais de um milhar de pessoas prestou homenagem ao jovem de nacionalidade portuguesa vítima do atentado de 28 de Abril, em Marraquexe, em Marrocos, sepultado esta quinta-feira em Cadenazzo, na Suiça.

Segundo a polícia local, o funeral de André Ricardo Costa Silva, de 23 anos, foi acompanhado por mais de mil pessoas, a maioria nacionais da comunidade portuguesa a residir no cantão de Ticino.

O cônsul-geral de Portugal em Zurique, Paulo Rufino, acompanhou as cerimónias, segundo informação enviada à agência Lusa pelo consulado, assim como autoridades de Ticino e da câmara de Cadenazzo, onde o jovem residia.

O jovem cidadão português fazia parte de um grupo de quatro amigos que estavam na esplanada do café Argana, na célebre praça Jamaa el-Fna de Marraquexe, pouco antes do meio-dia, quando ocorreu a explosão.

André da Silva e um dos amigos, suíço, tiveram morte imediata e hoje, a imprensa local noticiou a morte de uma das duas raparigas, que se encontravam hospitalizadas.

Sobe assim para 17 o número de vítimas mortais do atentado, em que ficaram feridas outras 21 pessoas.

O secretário de Estado das Comunidades, António Braga, tinha confirmado no domingo a morte de um jovem cidadão português no atentado em Marraquexe, e apresentou, em nome do Governo, as condolências à família.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG